Cefalópodes - lulas, polvos, sépias e nautilódes - compõem uma classe de moluscos bem definida. Esses cativantes invertebrados desenvolveram complexos sistemas visuais e neurais, resultando em comportamentos versáteis e habilidades cognitivas intrigantes. Eles apresentam diversas histórias de vida e ocupam uma ampla gama de habitats.

Os cefalópodes são reconhecidos por suas características anatômicas e biológicas únicas, que não são compartilhadas com outros moluscos. Seus olhos grandes e sofisticados permitem que eles aprendam por experiência e realizem tarefas cognitivas de alta ordem. Sua pele exibe um notável sistema de células pigmentadas chamadas cromatóforos, que permite impressionantes mudanças de coloração, padrão e textura em frações de segundo (exceto o Nautilus). Seus braços e tentáculos possuem ventosas musculares projetadas para capturar e segurar presas de uma grande variedade de tamanhos. Vários grupos apresentam um sistema de locomoção dual-mode exclusivo, combinando jatos pulsados e batimento de nadadeiras que possibilitam altas velocidades de natação.

 

Estes animais de rápido crescimento têm ciclos de vida relativamente curtos, morrendo após um único período de reprodução. A diversidade de formas paralarvares e juvenis é evidência de sua rica história evolutiva. Os estágios iniciais da vida também são capazes de uma ampla gama de adaptações comportamentais e ecológicas.

Os cefalópodes possuem alta taxa de produção em biomassa, o que os torna componentes importantes da estrutura trófica dos ecossistemas marinhos e alvo de rentáveis pescarias.

 

Estes animais notáveis são visivelmente sensíveis às variações ambientais, particularmente em seus estágios iniciais de vida. Isso se tornou uma preocupação especial em um momento de mudança do clima oceânico e, por si só, justifica pesquisas que aumentem o conhecimento sobre esses animais fascinantes.

 

by Max Bottomtime

© 2018  Cephalopod early life stages laboratory